Neuroescola – os novos rumos da Educação


 

Paty Fonte

Vivemos um momento crucial de travessia na Educação. Enquanto existe um grupo resistente a mudanças, que valoriza os obstáculos e dificuldades, é inegável que muitos estão propícios a avançar, encaram de forma otimista e buscam trilhar novos caminhos.

Acredito na reflexão, análise crítica e nas trocas de experiências para viabilizarmos este avanço educacional e as necessárias mudanças. Neste sentido, o livro de André Nascimento vem a somar de forma bastante positiva.

Com muita satisfação li cada capítulo e me identifiquei com sua escrita repleta de paixão e entusiasmo. Não existe uma única maneira de aprender, assim como não há receita de ensino eficaz. São nas práticas cotidianas imbuídas de motivação, afetividade, criatividade e dinamismo que percebemos os melhores resultados.

Os novos rumos da educação são apresentados por André com leveza e clareza, incitando a criticidade do leitor e enfatizando a responsabilidade do professor-aprendiz - aquele que trabalha constantemente a sua humildade em compartilhar conhecimentos e não apenas os transmite.

Ao mudarmos a postura em sala de aula encaramos o processo ensino-aprendizagem como um rico momento de descobertas que, necessariamente, implica em humor, música, tecnologia, filosofia, arte... E todos estes vieses são abordados no livro com sugestões para que o professor reveja sua prática e planeje aulas prazerosas e significativas.

Assim como André Nascimento acredito na importância do autoconhecimento, tanto dos profissionais de educação como de seus alunos, por isso me deliciei ao ler os capítulos que abordam psicanálise, neurociência e quando o autor propõe uma reflexão sobre o “ser” professor e sugere quebrarmos algumas regras.

Oxalá o livro seja lido e debatido em muitas instituições de ensino, abrindo mentes, alterando olhares e tocando os corações daqueles que se esquecem do verdadeiro sentido de educar e teimam em repetir técnicas e comportamentos sem significado para as demandas da sociedade atual: globalizada, heterogênea e multimídia. Educar nada mais é do que transformar o ser humano em um cidadão ativo, solidário e, sobretudo, seguro de si e de suas potencialidades.

Desejo, sinceramente, que todos leiam “Os novos rumos da Educação” com a mesma alegria que eu li e sintam-se integrantes fundamentais neste momento de transformação das escolas em espaços condizentes com o tempo em que vivemos e com os anseios da nova geração.

Paty Fonte, 07/07/2015 – Prefácio do livro Neuroescola – os novos rumos da Educação, de André Nascimento, WAK Editora.

Adquira o livro - clique aqui


André Nascimento - Escritor. Músico. Palestrante. Especialista em Educação Especial e Inclusiva. Professor. Nasceu em 1980 na cidade de Teófilo Otoni onde reside. É formado em Letras pela FENORD (Fundação Educacional Nordeste Mineiro) de Teófilo Otoni, em 2005. Capacitação Profissional em Neurociências e Aprendizagem com Enfoque Psicanalítico pela FINAC (Faculdade Nacional). Pós-graduado em Educação Inclusiva e Especial pela FASG (Faculdade de São Gabriel da Palha). Publicou seu primeiro livro Insanidade & Coração – Uma antologia de poesias, crônicas e cançõesem 2004, de maneira independente. Em 2013, publicou o livro A Psicóloga e o Poeta, um romance impensável que une Psicologia, Psicanálise e Poesia pela Multifoco Editora. Estudou violão popular no Conservatório de Música de Teófilo Otoni e escreve artigos semanais no Jornal Diário de Teófilo Otoni.

 

 

blog comments powered by Disqus