A importância da valorização de projetos em Língua Inglesa


 

Aline Cidrini

SnoopyQuando se fala em Língua Inglesa, muitos alunos torcem o nariz ou deixam claro que não gostam muito. “Mas por quê?” Essa é uma pergunta que deve ser associada à prática da disciplina em sala. Antes de ensinar Inglês deve-se despertar a vontade de aprendê-lo.

Dicas simples podem ser seguidas, como a iniciação a palavras simples de forma prática e bem humorada. Uma frase que dá muito certo para quebrar a frieza é a seguinte, o professor pergunta com muita empolgação “Inglês é fácil?” e pede para os alunos com um entusiasmo ainda maior responderem “Yes” com os dois polegares entendidos à frente e os braços bem esticados. Sempre ao início e ao término das aulas.

Essa prática pode ser aplicada desde os pequeninos aos maiores e faz com que os alunos acreditem que a matéria é realmente fácil. A partir daí já pode ser introduzido ao vocabulário o significado de Yes e NO.

Outra prática importante é trabalhar o conteúdo de Língua Inglesa dentro de projetos, pois desta forma não são lançados pontos soltos onde o aluno não sabe ao certo quando aplicar. Projetos contextualizam o entendimento do aluno e prende mais a atenção. Estes podem ser em conjunto com as demais disciplinas ou não.

O projeto “COMICS” obteve muito êxito junto aos alunos da Educação Infantil, o resgate dos quadrinhos e a riqueza de vocabulário completaram as aulas de Língua Inglesa.

O comic escolhido foi Snoopy e seu desenvolvimento se deu em algumas etapas.

  • Apresentação dos quadrinhos, mesmo que sendo em Língua Portuguesa, para a familiarização do material. Deixar que os alunos manuseiem e descubram como os quadrinhos são sistematizados.
  • Enfocar a sequenciação da história e mostrar que para ser comic, não necessariamente precisa-se ter algo escrito.
  • Apresentação dos comics escolhidos, como no caso, Snoopy, por ter uma boa aceitação pelas crianças e ser muito rico.
  • Iniciar o trabalho do vocabulário de Língua Inglesa. Contar as histórias trocando apenas as palavras chaves. Como por exemplo: “O Snoopy, que é um dog, estava com seu amigo Woodstock, que é um bird, em cima do roof de um casa.
  • Elaborar uma história coletiva pode ser em cartazes, ou em fichas, para que fiquem maiores que os convencionais juntamente com alunos. Os alunos enfeitam e usam as técnicas que lhe couberem. Depois continua se usando um vocabulário chave, porém sempre com palavras novas. Assim os alunos terão uma grande quantidade de palavras absorvidas, sem se darem conta. Por exemplo, se na tirinha acima foi usada a palavra casa, na próxima será usada house.

Snoopy

“O boy, que se chama Charlie Brown, saiu de sua house e foi levar Food para seu dog, Snoopy.”

  • Preocupar-se com a coerência do texto e criar uma história com um número adequado de quadrinhos, nem muito grande ou pequena. Pode-se aproveitar uma história já pronta ou construir uma usando os personagens conhecidos junto à turma.
  • Criar uma história 3D com as crianças, pedir que eles façam os personagens que mais gostam em massinha e deixar para exposição. Depois por plaquinhas com os nomes: dog Snoopy, house, etc.
  • Elaborar cartazes coletivos das historinhas preferidas e expô-los em um espaço bem visível.
    Como culminância pode ser realizada uma dramatização de uma tirinha mais simples com o grupo.

O projeto pode e deve ser trabalhado ao longo de várias aulas, pois o tema é muito rico e abrange as diversas áreas da comunicação em Língua Inglesa como o Listening, reading e speaking.


Autoria: Professora Aline Cidrini

 

 

 

blog comments powered by Disqus